Gingando pela Paz no Haiti

Relatos de um capoeirista em terras haitianas

Sábado, 16 de janeiro. 11:50

Posted by flaviosaudade em 16/01/2010

 

É difícil, realmente, saber o que se esperar daqui para frente. O cenário, apesar da ajuda que começa a chegar, ainda é preocupante. Estamos concentrados na casa, aguardando a chegada do Rubem Cesar, coordenador executivo do Viva Rio. Ele vem da República Dominicana, acompanhado de uma equipe holandesa especializada em resgate, creio. Eles vêm trazendo mantimentos e equipamentos para ajudar no socorro às vítimas. 

Ontem recebemos a visita da embaixatriz Roseane Kippman. Elas nos deu mais informações sobre as decisões que estão sendo tomadas: Hospitais de campanha serão montados, serão construídos 3 cemitérios para enterrar os corpos; cada um deles será abençoado por um líder religioso, em respeito a crença das pessoas. A engenharia já está atuando no serviço dos escombros e das pessoas. O que me traz um alento. E que os EUA estão enviando dois navios/hospitais e cerca de 10.000 soldados. 

[tremeu um pouco mais forte] 

Apesar de todas as dificuldades, e de todo clima de incertezas, há esperança e solidariedade. Mas, o que podemos esperar se um novo tremor, a exemplo daquele que ouve vier? Claro, as pessoas não estão em suas casas, estão nas ruas. Porém, é realmente difícil dizer o que pode acontecer se o tremor se repetir. 

[ e mais outro, mais fraco] 

Não tivemos prejuízos, todos estamos bem. Vamos tentando seguir em frente. Tentando ajudar no que for possível. Claro, no momento, temos pouca estrutura para isso. Seguimos aguardando. O Rubem chega por volta das 3pm com a equipe da noruega. Chegam da República Dominicana em 7 carros.

Anúncios

2 Respostas to “Sábado, 16 de janeiro. 11:50”

  1. Silvana Carvalho_Macaé said

    Olá amigo Flávio, que bom te encontrar novamente!!!

    Fiquei muito feliz em saber que você conseguiu sair ileso em meio de tanta destruição e devastação.

    Soube do seu relato através do jornal de São Gonçalo quando estava nesta última quinta-feira na rodoviária de Niterói aguardando o ônibus para ir para Macaé a trabalho. Daí procurei informações sobre o seu apelido na internet e cheguei até aqui!

    Confesso que fiquei muito desolada e muito angustiada quando li o seu relato sobre o Haiti. Em alguns instantes consegui captar o sofrimento deste povo, o que me fez chorar.

    Admiro a sua postura em meio a este desastre em permanecer no país. Gostaria de poder ajudar de alguma forma, por favor me informe sobre as carências e necessidades desta nação. Sei que já existe muita arrecadação de mantimentos mas também sei que não são suficientes.

    Tenho o desejo de montar um grupo de arrecadação aqui na minha cidade em prol do Haiti, preciso saber as necessidades mais urgentes. Se puder relatar acredito que poderei fazer um grande mover por aqui!

    Fico feliz em poder me comunicar novamente contigo, depois de anos sem nos falar, fico feliz em te reencontrar novamente e mesmo diante desta triste notícia saber que você está bem.

    Grande abraço da sua amiga de ontem, hoje e sempre!

    Silvana (SG x Macaé).
    sbritocarvalho@yahoo.com.br

  2. Cláudio Fagundes said

    Olá, Flávio, sou o Cláudio, irmão do Dávison daqui da sua rua. Estamos todos acompanhando as notícias pelo seu blog. Estamos orando por todos vocês ai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: