Gingando pela Paz no Haiti

Relatos de um capoeirista em terras haitianas

I Batizado e Entrega de Graduações Gingando pela Paz no Haiti

Posted by flaviosaudade em 10/12/2009

 

Do dia 28 de novembro ao dia 4 de dezembro foi realizado o I Batizado e Entrega de Graduações do Projeto Gingando pela Paz no Haiti. Evento que também comemorou o primeiro aniversário do projeto, que inciou as suas atividades em outubro de 2008. Dentre as atividades programadas foi realizada uma caminhada e diversas apresentações, em praças públicas, na praia, em hoteis e restaurantes.

O evento contou com a participação de capoeiristas do Brasil, entre eles o mestre Marcos Wagner, e da República Dominicana. As atividades tiveram início com a chegada dos convidados, no sábado 28. A recepção ficou por conta do povo haitiano que deu as boas-vindas acompanhando o som do berimbau. Paranaê, Paranaê, Paraná… Cantavam em uníssono, acompanhando com palmas e surpreendendo os recém-chegados. A recepção chamou para a roda quem estava no entorno, tirando até mesmo a atenção dos carregadores de bagagem, que estão sempre atentos à chegada de mais um passageiro. Este momento já dizia como seria o evento: repleto de emoções e surpresas…

Sábado, 28 – Jantar de boas-vindas

Pela noite fizeram uma pequena demonstração no Chez Manot, um aconchegante restaurante onde se pode apreciar a música e a comida tradicional haitiana. Neste dia os convidados contaram com uma bela apresentação desta inegualável arte brasileira. À luz de lamparinas e ao som dos berimbaus, pandeiro e atabaque todos entraram em contato com o rico universo da capoeiragem, com seus cânticos e meneios. E nem a chuva quebrou o clima. Após uma breve pausa enquando a chuva caia, o samba-de-roda fez todo mundo sacudir as cadeiras.

Da esquerda para direita: Corsário, kazan, Ligeirinho, Mestre Marcos, Saudade e Nó Cego

Domingo, 29 – Apresentação no Club Indigo 

No domingo a capoeiragem aconteceu na praia. Através de uma parceria com o Club Indigo, um belo resort situado ao norte, os capoeiristas puderam conhecer um Haiti que pouquíssmas pessoas conhecem. Uma verdadeira pérola. Foram realizadas duas apresentações, uma pela manhã, outra pela tarde. Entre elas, claro, os participantes desfrutaram da água morna e mansa desta ilha caribenha. A parceria, além de apresentar para os convidados que o Haiti não possui apenas problemas, oportunizou para alguns alunos do projeto conhecer um pouco mais do seu próprio país e passar um dia realmente inesquecível!

Segunda, 30 – Exame dos alunos para a graduação 

Na segunda, 30, foi a hora da verdade para um grupo dos alunos que seguiam em preparação há alguns meses. Era a hora do exame para verificar quem estava apto para receber a primeira graduação. O exame constou de uma apresentação dos movimentos aprendidos durante este ano e foi avaliado pelo mestre Marcos Wagner. Sob o olhar ansioso da maior parte dos alunos, os candidatos à primeira graduação demonstraram que realmente estavam preparados para receber a primeira graduação. Ao som do berimbau os alunos realizavam os movimentos sob o olhar atento do mestre. Sem sombra de dúvida um momento muito especial.

Terça, 1 – Caminhada de Kay-Nou a Champ du Mars (Campo de Marte)

Na terça o dia começou com uma das atividades mais importantes de todo o evento. Uma marcha de capoeiristas de Kay-Nou, sede da Ong Viva Rio, até Champ du Mars. Ao som de berimbaus, pandeiros, palmas e cânticos, os alunos do projeto, cerca de 140, e seus familiares caminharam pelas ruas de Bel-Air, bairro que ficou marcado como um dos mais violentos após os conflitos em meados de 2004. A caminhada foi um clamor pela Paz e serviu de marco da chegada da capoeira ao Haiti.

Nem mesmo o sol quente fez com que os “caminhantes” diminuisse o ritmo. Vestidos de branco, com o mestre no comando, “celebravam a ancestralidade e a vida” e davam um verdadeiro exemplo de que a paz é uma conquista de todos nós, crianças, homens e mulheres. Cada um fazendo a sua parte, da melhor forma. Por onde passavam as pessoas paravam para olhar, alguns espantados saiam de suas pequenas casas para apreciar o cortejo. 

Ao chegar ao Champ du Mars, não demorou até que se formasse uma pequena multidão de espectadores. Crianças, jovens, homens e mulheres pararam para admirar a habilidade, a beleza dos movimentos dos capoeiristas. Sem dúvida, a maior parte deles ficou admirada pela maior parte do grupo ser formado por haitianos. Para finalisar o coordenador do projeto, contramestre Saudade, arranhando o creole, explicou o que é a capoeira e que o Brasil e o Haiti são irmãos e precisam lutar juntos por um mundo melhor e sem violência.

Exibição de filme e Batizado no CCBH 

As atividades não pararam por aí. A noite foi realizada uma exibição de filme de capoeira no Centro Cultural Celso Ortega Terra, em Pétión Ville, onde o projeto também desenvolve atividades. O filme exibido foi o Pastinha. Uma Vida pela Capoeira, do diretor Toninho Muricy, e contou com a participação de 40 alunos do projeto. Após o filme seguiu-se um breve diálogo e uma grande roda de capoeira; momento em que foram batizados alguns alunos das classes do CCBH. O momento contou com a participação especial da Embaixatriz do Brasil no Haiti Reseana Kipman, que acompanhou a cerimônia do início ao fim.

Quarta, 2 – Aulão 

Na quarta-feira os alunos experimentaram uma aula com os convidados. Dentre eles o Mestre Marcos Wagner. As aulas deste dia seguiram o cronograma normal das aulas de maneira a também oferecer aos participantes uma pequena demonstração do dia-a-dia do projeto, que conta hoje com três turmas.

Quinta, 3 – Apresentação na Praça Boyer 

Na quinta-feira, o projeto realizou uma apresentação na praça Boyer. A apresentação, além de atuar na divulgação da capoeira e das aulas que acontecem no CCBH, serviram como preparação para o início das aulas que serão direcionadas para as crianças e jovens que vivem na praça e no entorno. Atividades que estão previstas para começarem no próximo ano. 

Além da capoeira a apresentação contou com o Maculelê, outra expressão cultural brasileira que é utilizada pelo projeto. A apresentação rompeu com a rotina dos frequentadores da praça que estão acostumados apenas com o futebol. Uma pequena multidão se concentrou em torno da roda para acompanhar o jogo da capoeira. Desta vez a apresentação contou com a participação de capoeiristas do BRABATT, Italo e Nagô, que contribuiram para tornar o momento ainda mais especial.

Sexta, 4 – Batizado e Entrega de Graduações 

A capoeira pela união dos povos e um mundo sem violência. Este foi o tema do evento que encerrou as atividades do primeiro batizado da capoeira em terras haitianas realizado pelo Gingando pela Paz, um projeto da Ong Viva Rio. Um momento muito esperado por todos: alunos, familiares e amigos. 

Dentre outras autoridades, estiveram presentes o Embaixador do Brasil no Haiti o Sr. Igor Kipman e sua esposa, Sra. Roseana Kipman e o Coordenador Executivo do Viva Rio, Rubem Cesar Fernandes. O evento contou com uma apresentação de maculelê com alunos do projeto e rodas de capoeira. Neste momento os alunos puderam mostrar a todos os presentes o resultado do primeiro ano de aprendizado. Meias-luas, aús, rasteiras… Não faltou criatividade e ousadia nos movimentos. 

O grande momento, o batizado, foi iniciado com o batismo do pequeno Bimba pelo mestre Marcos Wagner. Filho de haitiano com uma francesa, o pequeno Bimba recebeu o nome após seus pais assistirem a um documentário sobre o mestre Bimba, Manoel dos Reis Machado, um dos maiores ícones da capoeira de todos os tempos. Até onde se sabe, esta foi a primeira criança a ser registrada com o nome do grande capoeirista baiano. 

Para o próximo ano o projeto prevê a abertura de novas turmas em Bel-Air, a ampliação para outras partes do Haiti, como o sul, norte e sudeste e dar continuidade às apresentações em espaços públicos e escolas para que mais pessoas tenham acesso a esta arte/luta brasileira

 

 

Anúncios

6 Respostas to “I Batizado e Entrega de Graduações Gingando pela Paz no Haiti”

  1. Marcello said

    ficou maneiro hein Flávio, não imaginava ele tão grande assim. um grande abraço, e como sempre, te desejo muito sucesso e que vc consigo levar alegria a esse povo que também é de Deus.

  2. Jamanta said

    Salve Capoeira!
    Meu nome é Fernando, conhecido na capoeira como Jamanta.
    Em primeiro lugar gostaria de te dar os parabens pelo projeto que vem desenvolvendo no Haiti e pelo primeiro batizado realizado com sucesso, pelo que vejo. Li muitas das suas postagens e gostei muito do que vi, nao tinha ideia de como estava o andamento do projeto. Descobri sobre seu projeto a algum tempo, quando tomei a decisao junto a minha esposa de que iriamos buscar uma forma realizar um projeto com capoeira no Timor-leste. Onde o problema com a violência tambem é muito grande. Concequência de muitos anos de ocupaçao da Indonesia, deixando no país um clima de incerteza, dando poder a muitas gangues existentes no local. Enfim, o país esta em uma situaçao muito grave. Se possível gostaria que contasse um pouco das suas eperiências, das maiores dificuldades encontradas nesse tipo de trabalho, já que imagino que os dois países estao em uma situaçao muito semelhante. Sua ajuda seria de grande apreço.

    Desde de ja agradeço a sua atençao… muito axé capoeira.

    • flaviosaudade said

      Salve Jamanta, como vai?

      Agradeço pelo comentário. Fiquei realmente feliz em recebê-lo e em saber sobre o seu desejo de trabalhar com a capoeira no Timor. Este também é um país muito necessitado de tudo quanto a nossa arte pode oferecer para o engrandecimento humano. Gostaria de saber mais sobre o seu trabalho, sua experiência, sua raiz. Irei enviar esta resposta por e-mail para que possamos seguir nos falando. Estou em contato com algumas pessoas de Timor que poderão somar.

      Fraternal Abraço e que você, sua família e amigos tenham um novo ano repleto de realizações.

      • Jamanta said

        Salve saudade!

        Como nao tenho seu e-mail, envio aqui minha mensagem.
        Nao tenho experiência na área de educaçao pela paz, em países pós-conflito. Por esse motivo sua contribuiçao seria de grande interesse de nossa parte. A única esperiência que tenho que possa me ajudar no trabalho que terei pela frente, é fato de ter sido no ano de 2007, um dos professores do projeto formiguinha. Realizado no Jardim Novo Londres, uma das muitas periferias da cidade de Campinas-SP. Que visava tirar jovens das ruas, trazendo-as para um ambiente propício para o desenvolvimento das mesmas, atravez do uso da nossa arte capoeira. Hoje moro em Nürnberg (Alemanha), faço parte do CAPOEIRA IBECA, onde sou graduado. Resumindo é isso. Assim que tiver o seu e-mail estarei contente de te dar mais informaçoes sobre minha intençao, no Timor.

        Obrigado, desejo a você e as pessoas que fazem parte do seu circulo que de amizade, o mesmo que me desejaste, que esse ano seja de muitas realizaçoes a todos nos. Que ao fim deste ano, estajamos contente por dar nossas contribuiçoes na ginga pela paz.

        Um grande abraço

  3. rodrigo (nago) said

    e ai meu amigo saudade tempo irmao foi o tempo q tive ai com vcs muita saudade espero q esteja td bem porai
    e que o berimbal nunca deixe de tocar em nossas vidas
    “NA MARE BAIXA EU SEI REMAR
    NA MARE BAIXA MEU BARCO NAO VAI VIRAR “””abracao muito axe no coracao abraco pra meus amigos haitianos

    • flaviosaudade said

      Grande Nago, como vai meu camarada!

      Feliz em ver a sua mensagem. Por aqui está tudo bem, apesar da cólera e do ciclone que passou. Vamos levando, de acordo com a maré.
      Estamos nos aproximando do nosso segundo evento. Passa rápido o tempo, não? Vai estar por aqui? Ficaríamos felizes em recebê-lo.

      Forte Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: